22 de novembro de 2016

Insight sob pressão

Quantas vezes fui indagado sobre alguma coisa relacionada à Bíblia e do além me caiu uma resposta pontual e perspicaz, algo que eu dificilmente teria concluído em condições normais de temperatura e pressão.

4 de novembro de 2016

O propósito justo de todas as coisas

Tudo o que ocorre no universo não se dá ao acaso. O acaso não existe. A livre-agência humana já é pré-conhecida, logo, tudo quanto fazemos já foi previsto e será usado como instrumento para que todas as coisas se encaixem perfeitamente no justo propósito de Deus. Por isso declara a Escritura:
O Senhor faz tudo com um propósito; até os ímpios para o dia do castigo. Provérbios 16:4. 
Nele fomos também escolhidos, tendo sido predestinados conforme o plano daquele que faz todas as coisas segundo o propósito da sua vontade. Efésios 1.11. 
Para tudo há uma ocasião, e um tempo para cada propósito debaixo do céu. Eclesiastes 3.1. 
Não se vendem dois pardais por uma moedinha? Contudo, nenhum deles cai no chão sem o consentimento do Pai de vocês. Até os cabelos da cabeça de vocês estão todos contados. Mateus 10.29,30. 
Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito. Romanos 8.28.

A contingência das ações humanas também está presente. Está numa zona cinzenta entre o determinismo e o indeterminismo. As escolhas do homem são sempre certas e incertas, fatais e não-fatais, contingentes e inevitáveis. Não por outra razão, as Sagradas Letras asseveram também:

Ele lhes disse: "A vocês foi dado o mistério do Reino de Deus, mas aos que estão fora tudo é dito por parábolas, a fim de que, ‘ainda que vejam, não percebam, ainda que ouçam, não entendam; de outro modo, poderiam converter-se e ser perdoados! ’". Marcos 4.11,12. 
Não foi você mesma a responsável pelo que lhe aconteceu, ao abandonar o Senhor, o seu Deus? Jeremias 2.17. 
Hoje invoco os céus e a terra como testemunhas contra vocês, de que coloquei diante de vocês a vida e a morte, a bênção e a maldição. Agora escolham a vida, para que vocês e os seus filhos vivam. Deuteronômio 30.19.

E devemos nos lembrar: seja aqui, seja nos céus, Deus é justo e misericordioso:

O Senhor é misericordioso e justo; o nosso Deus é compassivo. Salmos 116.5.